about me

Uberlândia & Brasília
Sou um cara que escolheu um lugar tranquilo ( uma chácara em Uberlândia-MG) para viver com a família, curtir os filhos, brincar com minha boxer e nos momentos de trabalho , sair para fotografar, já que esta é minha profissão e, dizem os amigos, faço bem. Convido os novos amigos para conhecerem meu trabalho e trocarmos idéias. Bons clics!!

Novo livro de Luis Humberto


Acaba de ser lançado pela Editora Tempo d’Imagem
o livro Luis Humberto – Do lado de fora da minha janela, Do lado de dentro da minha porta.
A publicação é uma justa homenagem
a um dos mais importantes e influentes fotojornalistas brasileiros
e traz uma coletânea de várias fases de Luis Humberto (1934) que,
nas décadas de 1970 e 1980, retratou de forma magistral
o cenário político de Brasília.
Os chamados “anos de chumbo” tiveram em Humberto
o seu mais ácido e irônico cronista.

Veja mais em
http://veja.abril.com.br/blog/sobre-imagens/livros/luis-humberto/

Grandes Migrações


Algumas imagens do link não são novas
(a dos albatrozes, por exemplo),
mas valem conferir.
A série é veiculada sempre aos domingos
no National Geographic Channel . . .
.
http://www.boston.com/bigpicture/2010/11/great_migrations.html
.
.
Vale a dica.

Brasileiros no National Geographic





Vejam aqui neste blog, o dia-a-dia dos fotógrafos brasileiros
em seus trabalhos para a National Geographic.

Você vai poder descobrir as aventuras que às vezes
eles vivem
na busca de uma imagem,

ouvir dicas sobre situações delicadas de luz

ou partilhar da experiência pessoal deles

durante a documentação de um tema.

Confira tudo em:

http://viajeaqui.abril.com.br/national-geographic/blog/

Vale a pena!


. .Bons clics!

A África de Nick Brandt



Não tem como não ficar encantado
com essas imagens de Nick Brandt
feitas na Africa.
Sem se utilizar de grandes teles
ele preferiu ficar mais próximo
dos animais em seus habitats
e captar o céu e o máximo
de campo possível.
Vale a pena conferir todo
o seu trabalho no site:
www.younggalleryphoto.com/photography/brandt/brandt.html

De curiosidade, aproveite
para ver os valores das fotos do Nick.

Assim te vejo...






Finalmente acho que estou conseguindo
voltar meu olhar para o que tenho aqui.
Estão aparecendo as primeiras imagens de Udi.
Para quem não sabe, Udi é Uberlândia,
e após 8 anos morando aqui
começo a enxergá-la.
Tá sendo um estímulo diário,
que me leva em cada oportunidade
a um lugar diferente.
Esse retalho de imagens
pode gerar algo mais pra frente:
uma exposição, quem sabe um livro...

vamos vendo, vamos vendo...
.
.
.e bons clics!

...pontos de vista...



Qualquer relação a dois
se baseia num grande fundamento:
sintonia !
É com base nela
que casais se entendem,
carros param no vermelho,
olhares se encontram sem nada ser dito,
e verdades se transmitem
em versões que aceitamos.
E assim também fazemos boas cópias!
Com sintonia !
Veja bem: para que aquela foto que
vemos na tela gere uma ótima cópia
é fundamental que nosso monitor
esteja em sintonia com o do lab
onde faremos a cópia.
De que maneira?
Calibrando o nosso monitor,
pois com certeza, o do lab é calibrado.
Caso contrário, vc terá sempre
a versão do lab,
de como eles vêem sua foto,
que pode não ser
o seu jeito de ver.
Pense nisso!

E bons clics!!




Uma das novas possibilidades que surgiram
foi a de podermos criar um slide show e publicarmos
num blog , ou enviar a amigo, sem o peso  de um
powerpoint ou de um e-mail e já com a história
do jeito que você imagina.
Com uma boa edição, simplicidade
e escolha das imagens , pode-se criar
uma apresentação com esta acima
sem que fique cansativa.
Para isso evite um fundo musical,
que só fica bom na primeira vez que se ouve,
ou uma apresentação "papagaiada"
que cansa mais que vídeo de casamento.
Seja criativo e aproveite esta nova ferramenta.
Mas com moderação.
Na boa!
..................e bons clics!!

Baixa velocidade


...Sem pressa...

O esporte sempre nos oferece
fotos bem interessantes!
Um dos efeitos mais bonitos
se consegue quando usamos baixa velocidade.

Seja firmando bem a máquina
ou tentando acompanhar o movimento,
surgem imagens de muita beleza
em que o tema perde um pouco de nitidez
e fica meio borrado
passando toda a idéia de tempo,
de plasticidade do esporte.
Se sua máquina possui opções de velocidade,
experimente fazer algo assim.
Ou diferente!
Uma pessoa sentada num banco de praça
enquanto muitos passam pela sua frente,
adquire um ar de solidão quando, em foto,
vemos esssa pessoa imóvel
e tanta gente apressada circulando,
borrando a foto.
E há muitos outros exemplos.
Confiram o trabalho de Joseba Ibarra Amor
Há algo disso lá.
Há muita coisa boa lá!
Vale a visita!!

(o link está ao lado)
E vc, que imagem faria? Diga lá!



............Bons clics!!
.

fotogenia


 ...fotogenia ...

Uns amigos brincam dizendo
que vivo de minha maior deficiência: a visão.
Tenho miopia de sobra em meus olhos inquietos.
Usava lentes de contato para trabalhar.
Um dia uma delas estragou
e passei quase um mês esperando a nova.
E foi um mês de surpresas interessantes!

Andando com um olho que via tudo embaçado
e outro com visão perfeita,
eu perdera a noção de volume.
Era como ver uma imagem plana
suavizada por um filtro soft.
Imagens sem defeito,
num mundo fotogênico!
Foi quando passei a notar mais
que as pessoas são todas fotogênicas.
Algumas mais, outras menos,
mas acredite, todas são.

Por isso gosto tanto de fazer retratos!
Ganhar o desafio de encontrar
seu melhor ângulo é a tarefa
de todo fotógrafo que quiser
ser bom em retratos.
Naquele mês tive uma ajuda extra.
Pra vc ver que tudo tem seu lado bom.
Até miopia forte, hehe.



Ótima tarde!!... e bons clics!!


Arquivo



 ...cadê?...

Sem brincadeira,
levei duas horas vasculhando arquivos
para encontrar essa foto acima.
Tudo porque a fiz no meio de um ensaio lá em Brasília
e não me preocupei depois em guardá-la
na pasta em que tenho cenas semelhantes.
Nos negativos eu era obrigado a fazer marcações
quando tinha fotos “intrusas” misturadas a trabalhos
para saber onde encontrar.
Com a digital ... fiquei preguiçoso, relaxei
e tudo foi acumulando.
Vai ficando igual quarto bagunçado!
É tão simples e rápido abrir novas pastas
e ir movendo as imagens pra lá
que só mesmo preguiça pra justificar.

Aí resolvi “perder” mais duas horas
e por tudo em ordem.
E reencontrei fotos que nem lembrava mais...
Mas não quero falar das minhas.
Gostaria de mostrar o álbum organizado
e bem completo de David Clapp
(o linktaí do lado)
Clap, clap, clap, pra ele.
Muito bom!!



Ótimo dia!... e bons clics!!
.



Profundidade de Campo



 ...furo ...

Eu era bom em tabuada!
Um dia a professora chamou meus pais
pra dizer que eu não errava a conta.
Só que os números que eu escrevia
não eram os que ela copiava no quadro!
Aí ela deu o alerta: descobri a miopia!
Eh, Fêssora!
Enquanto os óculos ficavam prontos
ela me ensinou um macete:
juntar dois dedos de uma mão
com dois de outra
formando um pequeno furo.

E olhar através dele.
Tudo passou a ter mais foco!
Sem saber, estava experimentando
um grande lance da fotografia:
a profundidade de campo!!
É ela que permite que a foto bidimensional
nos passe a idéia tridimensional
pela ilusão criada entre o que está em foco
e a parte desfocada da imagem.

Quanto mais fechada a abertura
mais área nítida,
ideal em paisagens.
Quanto mais aberta,
mais crítico o foco,
ótimo em retratos.


Assim é a fotografia,
tentando copiar a melhor máquina:
nosso olho.
Mesmo míope.


Ótima tarde!!!... e bons clics!!



Flagrante


...que flagra! ...

Há um momento em que

o tremido se aceita,

o desfoque se perdoa,

a exposição errada “tá certa”

e a lente usada também:

É o registro de um flagrante!

Conseguir captar

um momento importante

torna as variáveis acima

um pouco coadjuvantes.

Na história da fotografia,

todos os flagras captados

por grandes fotógrafos,

em todos os tempos,

dariam um livro.

Um belo livro!

Nessas Férias, em que

a família se reúne,

procure você

captar seus flagrantes.

Apure sua sensibilidade.

Use grande abertura,

e atenção redobrada.

E eles virão!

Na verdade, eles sempre

estão por aí,

só esperando um olhar atento

para captá-los.

Talvez o seu olhar!

Só vai saber...se tentar.

Veja o que capturou

o olhar atento de Jitka Unverdorben

( link ao lado)

Ótimo dia... e bons clics!!
.

Arquivando...


...minha vó já dizia ...

Imagine você sair
e fazer ótimas fotos!

Chegar em casa e baixar as imagens no pc
e clicar naquele comando que
esvazia seu cartão da máquina
já deixando ele pronto para receber novas fotos.
Tudo corre bem, as fotos vão sendo baixadas
e no final quando tudo parece pronto
há uma falta de luz !
Quando a energia retorna
você descobre que
as imagens não foram salvas...
mas o cartão foi apagado!!
Um amigo acaba de me contar isto
E estou tentando entender
o que possa ter ocorrido.
Confesso que não consegui.
Alguém sabe?
Mas é por essas e outras
que só esvazio meu cartão depois que confirmo
que estão em uma pasta segura
e que uma cópia em CD está feita.
Já pensou se isso tivesse ocorrido com
as imagens de Clever Huang?
Nem de brincadeira!!
Lindas demais pra se perder!
Confira seu link aí ao lado.

É, Vó!
Prudência e canja de galinha
não fazem mal!



.........................Bons clics!!


Manipulação digital


...Será que podemos alterar a realidade?...

Anos atrás um atentado na Espanha
causou centenas de vítimas
e imagens correram o mundo
mostrando a tragédia.
Um jornal, tentando chocar menos
retirou da foto uma mão decepada que aparecia.
Sem dúvida, conseguiu...
...mas mutilou a realidade.
Antigamente uma foto era tão difícil
de sofrer alteração sem ser percebida
que “valia por mil palavras”.
Hoje, quando olhamos uma,
questionamos,
olhamos novamente,
e perguntamos: será?
Podemos, qualquer um de nós,
ter nossos OVNI”s,
nossos monstros de Loch Ness,
em fotos de “extrema” veracidade.
Fotos que hoje só valeriam aquela pergunta:
Será?
O fotojornalismo convive com isso...

Já nas artes,
a fotografia talvez venha a ser dividida
entre os que tiram fotografias
e os que fazem imagens.
Ambos com louvor!
Como faz Vittorio Pellazza
em seu belo trabalho!
(Link tá aí ao lado)






Pense nisso!...e bons clics!!

.



Exposição


...dia de piscina ...

Verão e crianças pedem piscina cheia nos domingos.
Lá fui eu!
O mangueirão rapidamente encheu
e o calor passou bem longe.
Se divertiram!!!
Uma imagem bem exposta é basicamente
como aquela piscina cheia:
É como se a água fosse a luz!
Se eu tivesse uma mangueira fina
levaria mais tempo para encher.

Mas seria sempre uma combinação de abertura e tempo.
Mais abertura, entra mais luz, e diminui e tempo necessário.
Se resolvermos fechar a abertura usada,
teremos uma velocidade de disparo mais lento.
É sempre assim.
E é simples assim!

Se vc já encheu uma piscina,
deve ter boas lembranças do verão
e fazer boas fotos também!
Como continua fazendo Rarindra Prakarsa
(o linkestá ao lado)
que nos traz novas imagens e de quem
sou fã pela qualidade de seu olhar.
Esse cara encheu muita piscina!


Ótima semana!!..........e bons clics!!


.